Mas o qual é o real papel do Síndico?

Mas o qual é o real papel do Síndico?

Algumas pessoas se candidatam para o trabalho como síndico, seja porque gostariam de tornar o condomínio em que moram um lugar melhor para viver, ou então estão querendo começar em uma nova carreira e trabalhar como síndico profissional. Principalmente este segundo caso está crescendo hoje no Brasil, o que marca o início de uma nova era para a administração de condomínios.

Tal novidade se dá, principalmente, pelo aumento da complexidade dos condomínios e o nível de exigência dos moradores para com o síndico. E para que essa demanda seja atendida, há a necessidade de uma preparação do síndico para lidar com tudo isso.

Mas o que isso significa? Quer dizer que o síndico precisa ter uma visão voltada para servir os condôminos a fim de melhorar a convivência entre eles e, claro, valorizar o patrimônio.

Para facilitar a busca por esse objetivo, aposta-se na profissionalização e capacitação do síndico. Deste modo, ele tem o conhecimento sobre técnicas, ferramentas e tecnologias que lhe auxiliam dia a dia a execução das atividades do síndico de maneira mais eficiente e transparente.

A primeira coisa a se fazer é entender quais as atribuições de um síndico. O síndico é quem trabalha para manter a harmonia entre os moradores do condomínio. Legalmente, o trabalho de administração do condomínio é regulamentado pelo Código Civil brasileiro.

 

O mandato do síndico é de até dois anos, podendo ser renovado. É importante ressaltar que o síndico não precisa ser um morador e poderá ter remuneração para administrar o condomínio, mesmo sendo condômino. De acordo com a lei, é de dever do síndico:

  • Convocar assembleia dos condôminos;
  • Representar o condomínio, em juízo ou fora dele, em defesa dos interesses comuns;
  • Cumprir e fazer cumprir a convenção, regimento interno e as determinações da assembleia;
  • Cuidar da conservação das partes comuns;
  • Cobrar os condôminos de suas contribuições, assim como impor e cobrar as multas devidas;
  • Prestar contas aos condôminos pelo menos uma vez ao ano e sempre que exigidas;
  • Realizar o seguro da edificação;
  • Dar imediato conhecimento à assembleia da existência de procedimento judicial ou administrativo, de interesse do condomínio;
  • Elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano.

 

Quando um empreendimento é finalizado, nós convocamos a todosproprietários, para um jantar de entrega de chaves, onde ocorre também a eleição do síndico, subsíndico e conselheiros. Nesse mesmo dia, a fim de dar um norte, ao até então sindico eleito, a construtora disponibiliza orçamentos, pelo menos três diferentes de cada serviço básico, a ser realizado inicialmente no condomínio, como: sistema de câmeras, portaria 24h, administradoras de condomínio, cercas elétricas, limpeza, entre outros.
Após isso, o sindico, conselho, devem dar continuidade no processo de gestão do condomínio, junto de sua administradora, se houver.

Tem mais dúvidas?

Envie uma mensagem, e um de nossos colaboradores especializado no assunto tirará todas elas!